montage of people with varying disabilities
nadja fernandes

"Quem é sua rocha?"
Click here for the English version

por Nadja Fernandes


 

Ontem pela manhã, um aluno particular estava me contando sobre alguém muito próximo a ele - sua mulher - que sofrera de depressão um ano atrás, e o quão difícil tinha sido superar. Conversamos sobre o preconceito que existe em relação à depressão, e foi quando decidi compartilhar com ele que eu também tinha passado por isso, e entendia do que ele estava falando. Concordamos que com frequência as pessoas não se sentem no direito de não estarem bem. Por coincidência, naquela mesma manhã, escutei um programa no rádio enquanto dirigia, que falava do mesmo assunto. Então, com meu aluno me contando sobre sua situação, senti-me muito comovida devido ao fato deles não terem ninguém para ajudá-los. Por terem chegado ao país há pouco tempo, eles sentiram que as expectativas para mostrar que eram fortes e capazes eram mais altas do que antes. Sua mulher teve que tomar um medicamento e ele, o marido, foi a rocha dela. Aquilo me fez pensar em um projeto no qual estou envolvida, o projeto chamado Minhas-de-eficiêcias, (‘My-dis-abilities’), o projeto de um livro. Por que? Porque me fez pensar em inúmeras outras histórias, que ainda me faltam ler, após o término e publicação do livro, onde encontrarei vários relatos de indivíduos fortes que ou tem alguma deficiência ou transtorno, ou ajudam a cuidar de alguém que as tem. Jamais tinha prestado atenção neste papel da pessoa que cuida, apesar de saber que deveria ser difícil. Foi somente após minha conversa com este aluno, provavelmente devido ao fato dele ter me dito pelo que ELE passou, e o impacto na vida dele, que pude me dar conta do quão maravilhosas essas pessoas são. Poucas horas mais tarde, tive um acidente de trânsito. Ninguém se machucou fisicamente, mas ainda estou um pouco em choque. Até sonhei que estava dirigindo e ao parar no sinal, um homem com aspecto muito sério abria a porta do lado do banco do carona, e dizia a minha filha que colocasse o cinto de segurança. Vale salientar que sempre colocamos o cinto, e alem disso, minha filha raramente viaja no banco do carona, e sim o banco detrás. De qualquer maneira, foi somente um sonho. Após uma noite de sono, acordei me sentindo muito pra baixo, quando de repente, a conversa do dia anterior me veio à memória. Senti-me triste, mas ao mesmo tempo, lembrei-me que estava inteira, e, ainda mais importante, minha filha também estava intacta. Tive uma sensação de gratidão e humildade, à face de todas aquelas outras pessoas com problemas, traumas e historias bem mais graves. Verdadeiras rochas. Eu também tive a minha (rocha), quando estive deprimida. Na verdade, tive mais de uma. Serei grata eternamente e não creio que teria conseguido superar sem a ajuda deles. Para mim foi difícil, e agora compreendo que deve ter sido difícil para eles também. Digamos que é difícil ser uma rocha. A mulher do meu aluno conseguiu sair da depressão após alguns meses, e os dois estão muito melhores agora. Creio que para mim, essa compilação de historias está me ensinando que precisamos de uma maior consciência, porque isso nos dará mais gratidão e compaixão. E é por essa razão que estou escrevendo este texto, e também por isso que faço parte do projeto Minhas-de-eficiência (My-dis-abilities).

Por favor, apoie nosso projeto de nosso livro. Para isso, assistam nosso documentário e vote em nosso filme. O video com o maior número de votos receberá um prêmio, e isso ajudaria a arrecadar fundos para nosso projeto.

Faça o pre-pedido de seu livro.

Legendas
English/中文/Español/Português/bahasa Indonesia/

subtitles instructions

Para selecionar a legenda:

  • Clique em configurações
  • Clique “Legendas/CC”
  • Escolha o idioma